Uma reunião mantida pelo prefeito de Pedregulho, Dirceu Polo Filho – Dirceuzinho – com secretários e assessores, na noite desta quinta-feira (08/08), na Casa da Cultura, acertou todos os detalhes da organização do Desfile Cívico comemorativo aos 122 anos do Município que ocorrerá neste domingo (11/08), a partir das 9h da manhã.

O desfile reunirá alunos e educadores das escolas municipais e estaduais do Município, inclusive distritos de Alto Porã, Igaçaba, Vila Primavera e Usina de Estreito, com a participação da Guarda Civil Municipal (GCM), apresentações musicais dos alunos e homenagem ao Dia dos Pais.

O percurso do desfile também será feito pelas comitivas de cavaleiros que já começarão chegar à cidade para a FEAPP – Feira Agropecuária de Pedregulho – que começará na quarta-feira.

A dispersão do desfile ocorrerá na própria Rua Eliseo, logo após a esquina do Banco Santander.

Os cavaleiros das comitivas, após a apresentação, deverão se dirigir à Avenida Felício Polo e os carros seguirão para a região da Avenida Orestes Quércia, onde permanecerão numa área da Prefeitura.

Além das escolas municipais, da Guarda Civil e das comitivas de cavaleiros, haverá também o desfile da frota municipal, onde a atual administração estará mostrando a completa recuperação de veículos utilizados em obras, serviços, promoção social e saúde, que foram “herdados” totalmente sucateados da gestão passada e passaram por reforma no atual governo.   

O ANIVERSÁRIO

Pedregulho foi fundada em 15 de agosto de 1897 (122 anos) pelos fazendeiros Major Antônio Cândido Branquinho, Capitão Elias Moreira e Tenente Salviano que eram donos das terras onde se instalaria uma estação ferroviária da Companhia Mogiana e consequentemente um povoado com o nome de Campo das Pindaíbas, devido à grande variedade de coqueiros e palmeiras existentes na região.

O nome Pedregulho veio posteriormente devido à grande variedade de cascalhos, isto é, pedras de cores e tamanhos diferentes.

O povoado de Pedregulho, foi elevado a condição de distrito do Município de Igarapava. Conquistando sua emancipação política em 18 de março de 1922. Tornando-se então município, tomando posse seu primeiro prefeito eleito em 12 de março de 1922, Galeno Vilela de Andrade Silva.

A altitude de Pedregulho chega a 1.035 m na região do bairro da Bela Vista.

A economia do município baseia-se basicamente na agropecuária, tendo como produto principal, o café, que devido à sua excelente qualidade, foi vencedor de prêmios estaduais de qualificação.

A família Quércia possui na cidade uma das mais reconhecidas fazendas de cafés especiais do Brasil, um projeto que integra produção, uma torrefação e ainda a maior loja a América Latina, está localizada em São Paulo, a Octavio Café, para onde a família destina parte da produção.

O restante é exportado para vários países. Além dos prêmios de qualidade da O'Coffee, pertencente à família Quércia, também a agricultora Fernanda Maciel obteve prêmios em concursos regionais. Agora a cidade está também direcionada à indústria de calçados.

A cidade é administrada pelo Prefeito Dirceu Polo Filho - Dirceuzinho, tendo como vice-prefeito o médico Wagner Fontes Calçado. 

A Câmara de Vereadores é presidida pelo vereador Rafael Henrique de Oliveira Uehara - Rafa do Cipanga e composta pelos vereadores Augustinho Alves da Silva - Gustim do Abílio, Eurípes Aparecido Porto - Cidinho, Leonardo Donizete Bueno - Leonardo Advogado, Eurípedes Vaz Rodrigues - Oripim Panfleteiro, Welder Douglas da Silva, Raimundo Cleomar Lobão, Renato Ribeiro Saade, Fabrício Ferreira Barbosa - Fabrício do Pesponto, Carlos Henrique Moreno - Ká do Esporte e Wanderley Moreira de Carvalho - Careca. 

O Juiz da Comarca, da Vara Única (Cível, Criminal e Eleitoral) é o Dr. Luiz Gustavo Giuntini de Rezende, que também responde pelos municípios de Rifaina e Jeriquara. O Promotor do Ministério Público na Comarca é o Dr. Alex Facciolo Pires. 

 CLIMA E SAÚDE

Pedregulho é uma das cinco cidades do Estado de SP que tem mais de mil metros de altitude e está entre as 20 mais altas no território paulista, ao lado de Franca, Cristais Paulista, Restinga e Altinópolis. 

Campos do Jordão, na região da Serra Mantiqueira, é a cidade mais alta do Estado de São Paulo e do Brasil, com 1.639 metros de altitude.

Além desse que é um dos destinos turísticos de inverno nacionais mais procurados pelos turistas, no Estado de São Paulo há mais quatro cidades com altitudes superiores aos mil metros, em relação ao nível do mar. 

São elas, respectivamente, Santo Antonio do Pinhal, Pedra Bela, Divinolândia e Pedregulho.

Além de Pedregulho, na região estão entre as 20 mais altas, pela ordem, as cidades de Franca (996,97 metros), Cristais Paulista (990,54), Restinga (910,98), Altinópolis (904,24 metros). 

Confira a seguir, o ranking das 20 cidades mais altas do Estado, segundo o Instituto de Geociências da USP (Universidade de São Paulo).

1 – Campos do Jordão, 1.639,15 metros
2 – Santo Antônio do Pinhal, 1,196,6 metros
3 – Pedra Bela, 1.102,27 metros
4 – Divinolândia, 1.055,47 metros
5 – Pedregulho, 1.010,48 metros
6 – Franca, 996,07 metros
7 – Cristais Paulista, 990,54 metros
8 – Bom Sucesso de Itararé, 965,02 metros
9 – Serra negra, 941,41 metros
10 – Cunha, 939,59 metros
11 – Pinhalzinho, 938,50 metros
12 – São Sebastião da Grama, 929,72 metros
13 – Vargem Grande Paulista, 926,92 metros
14 – Apiaí, 925,85 metros
15 – Joanópolis, 924,36 metros
16- Restinga, 910,98 metros
17 – Itapecerica da Serra, 905,95 metros
18 – Altinópolis, 904,24 metros
19 – São Bento do Sapucaí,  901,06 metros
20 – Lagoinha, 897,37 metros.