A Prefeitura de Pedregulho investirá mais de R$ 27.7 mil mensais para custear aluguéis de barracões e prédios destinados a empresas geradoras de emprego nos setores de calçados e de serviços, além de atender unidades de atendimento público da própria administração municipal.

A garantia do investimento para a geração de emprego foi dada através de Projeto de Lei 012/2017, assinado pelo Prefeito Dirceu Polo Filho – Dirceuzinho – que foi aprovado por unanimidade dos 11 vereadores da Câmara local em sessão extraordinária realizada na última quinta-feira 23/02.

Os aluguéis autorizados são para a manutenção em funcionamento de empresas de cabedal para o setor de calçados e bancas de pesponto. Variam de R$ 400 a R$ 2.800.

Entre os imóveis que terão sua locação mantida estão o da Polícia Militar (R$ 2.7 mil), do Conselho Tutelar (R$ 465), do DETRAN (R$ 2.5 mil) e do CRAS – Centro de Referência da Assistência Social (1.620).

O prédio que abrigará o Centro de Atenção Psicossocial – CAPS – fica na Praça Padre Luiz Sávio, 40, no Centro e será uma nova unidade de atendimento especializado da Secretaria de Saúde do município, locado por R$ 1.2 mil mensais.  

A Câmara de Vereadores de Pedregulho aprovou por unanimidade, o Projeto de Lei 011/2017, de autoria do prefeito Dirceu Polo Filho – Dirceuzinho – que autoriza a Prefeitura a negociar e pagar aluguéis atrasados deixados pelo governo anterior e que totalizam mais de R$ 141.842,00.

O Poder Legislativo analisou e votou a proposta do atual prefeito de saldar os compromissos atrasados com os proprietários do imóveis que são utilizados para abrigar empresas, principalmente do setor calçadista, dentro do Programa de Geração de Empregos.

Há aluguéis que não foram pagos, principalmente no último ano do mandato do ex-prefeito, que somam até R$ 17.5 mil. Mas há também vários de R$ 13.5 mil de atraso e outros de menor valor entre R$ 5 mil e R$2 mil.

O Projeto foi enviado depois que o Prefeito Dirceuzinho e seu departamento jurídico discutiram com os interessados, o parcelamento dos aluguéis.

“Houve boa vontade de todos e os atrasados serão pagos em 10 parcelas. Foi a forma de não deixarmos estas pessoas na mão e da parte deles houve a compreensão com a situação de calamidade que encontramos na Prefeitura quando tomamos posse”, justificou o Prefeito Dirceu Polo Filho.

Votaram favoravelmente os vereadores: o vice-presidente Leonardo Bueno – Leonardo Advogado, o 1º secretário Eurípedes Aparecido Porto – Cidinho Porto, o 2º secretário Rafael Henrique Oliveira Uehara – Rafa do Cipanga, Welder Douglas, Renato Ribeiro Saade, Fabrício Ferreira Barbosa - Fabrício do Pesponto, Carlos Henrique Moreno Batista - Ká do Esporte, Raimundo Cleomar Lobão, Eurípedes Vaz Rodrigues – Oripim Panfleteiro e Wanderley Moreira de Carvalho – Careca.

O presidente da Câmara, vereador Augustinho Alves da Silva - Gustinho Abílio, só votaria em caso de empate, mas em declaração afirmou também ser favorável à medida. 

 

O prefeito de Pedregulho, Dirceu Polo Filho – Dirceuzinho – enviou à Câmara de Vereadores e teve aprovado em sessão extraordinária, realizada na última quinta-feira (23), o Projeto de Lei que autoriza pagamento de “pró-labore” para os integrantes do Grupamento de Polícia Militar da cidade.

O pagamento – que a partir de agora será de R$ 600 para cada policial - ficou suspenso por vários meses porque a administração de 2013-2016 deixou de cumprir uma lei aprovada pela própria Câmara, mas a Prefeitura entende que a produtividade dos policiais militares da cidade precisa ser recompensada e reforçada.

“Segurança Pública é uma responsabilidade recorrente do Poder Público Municipal e apesar das dificuldades, vamos cumprir com esta obrigação, garantindo produtividade e eficiência dos serviços de segurança”, disse o prefeito Dirceuzinho.

O PL de autoria do Prefeito, aprovado por unanimidade pela Câmara de Vereadores recebeu elogios de diversos parlamentares, que aproveitaram para solicitar o prefeito, esforços no sentido de também adequar as diversas perdas salariais que os servidores municipais perderam na administração passada.

O comandante do Grupamento em Pedregulho, sargento Odimar e diversos PMs acompanharam do auditório, a deliberação em Plenário dos 11 vereadores que participaram da sessão.