A Câmara de Vereadores de Pedregulho aprovou nesta quarta-feira à tarde, em sessão extraordinária, solicitada pelo Prefeito Dr.  Dirceu Polo Filho – Dirceuzinho, a Lei nº. 2861 de 25 de março de 2020 a legislação municipal que estabelece o Estado de Calamidade Pública Municipal em virtude da Pandemia do COVID-19 (Coronavírus) que foi aprovado por unanimidade.

Est

A Secretaria de Saúde da Prefeitura de Pedregulho vai iniciar nesta terça-feira (24/03) a vacinação no sistema drive-tru e pessoas idosas e aposentados e trabalhadores em Saúde, em frente à Igreja Matriz de Nossa Senhora Aparecida (Matriz) com atendimento a partir das 13h.

Esta é apenas a primeira etapa da Campanha contra a gripe de pessoas da cidade que posteriormente atenderá as outras faixas etárias e demais segmentos da comunidade (veja abaixo).

A primeira etapa de vacinação é exclusiva para idosos, com mais de 60 anos e profissionais da área da saúde.

A vacinação foi antecipada de 22 de maio para 23 de março devido ao avanço dos casos de coronavírus.

A vacina não protege contra o novo coronavírus, mas vai auxiliar profissionais na triagem de pacientes e acelerar o eventual diagnóstico do novo COVID-19.

A partir do dia 16 de abril, a campanha se estende para professores, pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e profissionais das forças de segurança e salvamento.

A terceira etapa da campanha, a partir de 9 de maio, irá contemplar as crianças na faixa etária dos 6 meses a menores de 6 anos, gestantes, puérperas, povos indígenas, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional e adultos de 55 a 59 anos de idade. Neste mesmo dia acontecerá o dia “D” de mobilização nacional de vacinação. A campanha está prevista para seguir até o dia 22 de maio.

No sistema de vacina drive-tru as pessoas não precisarão sair de seus carros para a aplicação da vacina.

Para ser vacinado é preciso levar documento de identificação, como RG ou CPF, e carteira de vacinação.

Segundo a secretaria municipal, a vacina só não será aplicada para moradores que estiverem em estado febril, atendendo recomendações dos profissionais da saúde.

O governador João Doria (PSDB) afirmou na tarde deste sábado (21) que irá determinar quarentena, pelo período de 15 dias, a partir da próxima terça-feira (24) até o dia 7 de abril, para os 645 municípios do estado de São Paulo. A medida obriga o fechamento do comércio e mantém apenas os serviços essenciais, como nas área de Saúde e Segurança. A publicação do decreto será feito no Diário Oficial do estado.