Entre na sua conta

Usuário
Senha *
Lembrar

COMEÇA RECUPERAÇÃO DA RODOVIA PARA ESTREITO E DEZENAS DE RUAS DA CIDADE


O prefeito de Pedregulho, Dirceu Polo Filho – Dirceuzinho – determinou na quarta-feira (22) o início da Operação Tapa-Buracos nas ruas mais críticas da cidade e acompanhou, nesta sexta-feira (24) pela manhã, o início dos serviços de recuperação da estrada vicinal Rodovia Antônio Giolo, que liga a Rodovia Cândido Portinari à Vila Residencial da Usina de Estreito.

“É apenas o início de um trabalho árduo que vai comprometer muitos recursos financeiros, mas não tinha mais como aguardar, pois a situação, tanto na rodovia quanto nas ruas da cidade estava calamitosa”, explicou o Prefeito.

A Rodovia Antônio Giolo, saindo da Rodovia Cândido Portinari serve a dezenas de propriedades rurais da região, passando por bairros rurais da Vila Primavera (antigo Chora Nenê) e Vila Barreira, chegando à Vila Residencial da Usina Engenheiro Luiz Carlos Barreto de Carvalho – Estreito.

“Tínhamos uma preocupação de que este serviço, embora emergencial, fosse iniciado já nesta semana, porque com o período de Carnaval, o tráfego de veículos deve aumentar a partir de hoje, em direção aos ranchos e chácaras ao longo da estrada”, acrescentou o prefeito Dirceuzinho.

Na quinta-feira a caravana de máquinas, caminhões e operários do setor de Obras e Serviços da Prefeitura percorreu as ruas do Bairro Santa Luzia e Nossa Senhora Aparecida, com a operação tapa-buracos.

 

A Prefeitura investiu recursos emergências para adquirir 800 toneladas de massa asfáltica destinada à recuperação de ruas e avenidas, além das estradas vicinais.

 

 

Foram adquiridas 800 toneladas de Concreto Betuminoso Usinado a quente ao custo unitário de R$ 259,50 num custo total de R$ 207.6 mil.

Também foram compradas 3.400 sacas de Concreto Asfáltico Usinado a Quente, Aplicação a Frio, fornecido em sacas de 25 kg.

Os preços do concreto asfáltico (este usado para a obras de tapa-buracos) são de R$ 15,74 por saca de 35 kg, somando um total de compra de R$ 53.516,00.

Complementando, foram comprados 1.000 litros de emulsão asfáltica, a R$ 3.38 por litro, num total de R$ 3.380,00.