Os atendimentos são realizados por etapas. Os pacientes que chegam ao local passam por uma triagem e, em seguida, são recebidos para a consulta médica. Inicialmente, os serviços funcionam de segunda à sexta-feira, das 7 às 13 horas.

De acordo com o secretário de Saúde, Daniel Borges, a ideia é ter um espaço específico para os cuidados durante a pandemia do novo coronavírus. “Nós temos entradas distintas para não misturar o fluxo de atendimentos e assegurar a continuidade dos cuidados desses pacientes. O Centro foi pensado para Pedregulho porque tínhamos vários fluxos de atendimentos e as outras patologias continuam – doenças como: hipertensão, diabete, além das gestantes que continuam e agora também temos a vacina. A ideia é evitar que tenha contaminação cruzada”, disse.

Responsável pelos atendimentos, a médica Miriam Zakir explicou como eles são realizados. “O Centro de Referência atende prioritariamente os casos de síndromes gripais - leves e moderados. Então, aquelas pessoas que apresentam tosse, diarreia, que perderam paladar ou olfato, que estão com febre, mas em um quadro controlado para que a gente possa identificar e acompanhar esses casos, juntos com os pacientes dessa unidade.

O prefeito Dirceu Polo Filho também acompanhou o início dos trabalhos no Centro. “Pedregulho tenta se renovar cada dia que passa e o Centro de Referência para Covid é um dos meios que a gente pode ajudar a população em um momento tão difícil. A ideia é, juntamente com a Secretaria da Saúde, proporcionar um meio para que nossos moradores não se sintam sozinhos. Dessa maneira, vamos continuar trazendo melhorias para o nosso município, principalmente, na área da saúde. Vamos juntos, sim, vencer a batalha contra o coronavírus”, afirmou Dirceu. 

Para o funcionamento do local, foi necessária a contratação da médica e, além disso, o setor da saúde foi responsável por realocar profissionais para o serviço de enfermagem. Toda a estrutura montada, equipamentos, materiais e os pagamentos dos funcionários são pagos com cursos destinados para a pandemia da Covid-19.

 

Tecnologia da Informação